Bloga-me com Força

Blogai e multiplicai-vos!

10.24.2006

Exposição do Feijão

O amigo Feijão vai apresentar uma retrospectiva da sua obra numa exposição no Espaço J, no Barreiro.

Vale a pena conhecer!

Aproveitem e visitem o Blog do Feijão em:
http://pmcfeijao.blogspot.com/ .

10.23.2006

Uma História de Violência


Conseguirá um homem fugir ao seu destino ou à sua natureza?

Uma História de Violência” é dos melhores filmes que vi em 2006 e fala-nos sobre a vida de Tom Stall, dono de um restaurante numa pacata cidade americana que vê a sua vida pessoal e familiar abalada por um passado que estava, pensava ele, morto e enterrado. Tom vive o seu “American Dream”até ao dia em que impede um assalto ao seu restaurante, matando de uma forma implacável os dois criminosos que pretendiam assaltar e assassinar os empregados e os clientes que se encontravam no seu restaurante. A partir dessa noite, o herói da cidade transforma-se no alvo de um grupo de mafiosos da costa leste, que o reconheceu na televisão e agora o procuram para consumar uma vingança antiga.

A violência é crescente neste filme, tornando-se parte da vida e da relação entre cada um dos elementos da família. Uma violência excessiva que apenas o amor consegue travar, ou pelo menos, assim o espera Tom.

Este filme é assinado por um dos meus realizadores preferidos, David Cronenberg, que já me habituou à velha máxima: “primeiro estranha-se, depois entranha-se”. Aconselho vivamente que vejam “Uma História de Violência”, que já se encontra disponível em Dvd.

10.12.2006

Movimento “Fast… Forward!”



O meu último post foi sobre um novo movimento denominado “movimento slow”, que defende que devemos viver a vida num ritmo mais lento de forma a aproveitarmos o que ela tem de melhor…parece uma boa ideia, não é?

Pois… Ironicamente, os meus últimos dias têm sido vividos quase a 200 à hora, repletos por inúmeros compromissos de trabalho, reuniões e, naturalmente, por noitadas em frente do computador.

Importantes metas se aproximam, por isso, a cadência não vai desacelerar, pelo contrário. Valha-me o facto de ser “workaholic”, porque parece que estou em força envolvida pelo movimento “Fast…Forward!”

10.04.2006

Slow-motion


Aqui há dias li uma reportagem bastante interessante na Revista Visão, sobre um novo movimento denominado “Movimento Slow”.

O Movimento Slow nasceu da necessidade do Homem Moderno sentir-se mais próximo da sua natureza, em parte devido ao stress e à falta de qualidade de vida a que estamos sujeitos no nosso dia-a-dia, mas também pela chamada cultura-chiclet do “mastiga e deita fora”, que gera a deturpação de conceitos e fomenta a mal fadada perda de valores de que tanto se fala.

Um jornalista interessou-se pelo tema e investigou as diversas actividades associadas aos movimentos slows que se praticam por esse mundo fora, desde o obscuro sexo tântrico à simples sesta diurna. Uma experiência que ficou registada no livro “O Movimento Slow”.

Assim, de acordo com o jornalista Carl Honoré, o autor do livro, “ (…) Enquanto não nos dermos conta de que o nosso ritmo é o ritmo da natureza, continuaremos como o Coelho de “Alice no País da Maravilhas”: de relógio na mão, atrasados, atrasados, atrasados. Sem tempo para tudo o que temos de fazer, sem tempo pessoal, num frenesim de actividades (…)”.

O movimento slow reconhece a sua área de actuação na comida, no sexo, no trabalho, em suma, no nosso estilo de vida, transformando-nos em autênticos gourmets na degustação dos segundos, dos minutos e das horas, vivendo pausadamente cada ciclo.

Este livro chega até nós pela mão da editora Estrela Polar
e parece-me uma boa aposta de leitura.

Demais!

Enviaram-me ontem um link para um blog hilariante que se define como o "Blog de homenagem ao homem para quem todos os dias são bad hair days". Está demais!

Não resisti a partilhar connvosco este exemplo do bom humor português

Visitem, votem ou participem em: http://www.cabelinhoapaulobento.blogspot.com/ .